Escritos Lendários – As Melhores Histórias da Mitologia Nórdica

Uma Rápida Reflexão Sobre Hórus e Cristo
02/07/2013
As Diversas Terras Ocas do Mundo (O Mito da Terra Oca – Parte 01)
09/07/2013

Deuses, Gigantes, Anões e Humanos

Image Hosted by ImageShack.usEm As Melhores Histórias da Mitologia Nórdica, Carmen Seganfredo e A.S. Franchini nos apresentam, de forma romanceada, uma seleção das principais histórias da mitologia nórdica que chegaram até os nossos dias, e também uma versão da ópera O Anel dos Nibelungos.

De leitura fácil e ágil, o livro nos apresenta um panteão que inclui desde os deuses mais conhecidos, como Thor, Odin e Loki, aos menos famosos, como Freyr e Kvasir (o deus que surgiu do cuspe dos deuses numa escarradeira sagrada).

É um mundo em que o deuses lutam e vivem incríveis aventuras, onde a inteligência e habilidades físicas são tão ou mais importantes que os poderes sobrenaturais que porventura tenham.

Entre as histórias que temos neste livro encontramos:

– A criação do mundo
– Loki e o construtor do muro
– A espada mágica de Freyr
– O Anel de Andvari
– As histórias de Sigmund, Sigurd e Brunhilde
– Freya e o colar dos anões
– Odin na corte do rei Geirrod
– A captura do lobo Fenris
– Thor e a serpente do mundo
– A batalha de Ragnarok

E é contando estas histórias que outros personagens e fatos são apresentados, como os anões que confeccionam as melhores armas e apetrechos existentes, que se tornam as armas e jóias icônicas dos deuses.
E os Gigantes que, apesar de serem apresentados como inimigos, também tem uma sabedoria ímpar e um código de conduta que, na maioria das vezes, é respeitado pelos deuses. Não por acaso os deuses reconheceram o direito de giganta Skadi pedir reparação pela morte de seu pai, o que resulta no seu casamento com o deus Niord.

Se como eu, você conheceu a mitologia nórdica através dos quadrinhos, (des)animações e filmes do personagem Thor, da Marvel, este livro é muito bem-vindo para se esclarecer de onde saiu a inspiração para os primeiros roteiristas, além de ser uma excelente e agradável forma de se conhecer mais sobre esta mitologia que inspirou autores como J.R.R. Tolkien e Richard Wagner.

Loki, o encrenqueiro

O que mais me chamou a atenção ao ler estas histórias é como Loki é mostrado: um deus de muitas faces, que ao mesmo tempo é da raça dos gigantes (inimigos dos Aesir), companheiro de aventura dos deuses (principalmente Thor e Odin) , um encrenqueiro que gosta de pregar peças e pai dos seres que vencerão os deuses à derrota no Ragnarok.

Na maioria das histórias é o seu lado encrenqueiro que se sobressai. Loki é o típico ser que gosta de pregar peças e depois tem que arrumar uma maneira de consertar o estrago e escapar da punição prometida pelo deus, ou deusa, prejudicado ou ofendido por suas ações.

Com este modo de agir, acaba sendo o principal agente de discórdia, lutas e até de solução de problemas causados por outros. O mundo dos deuses, anões, gigantes e humanos da mitologia nórdica não seria tão fascinante se não fosse este personagem que, pelos mais diversos motivos, acaba fazendo com que a roda do destino gire para todos.

FRANCHINI, A.S e SANGAFREDO, C.: As Melhores Histórias da Mitologia Nórdica. 12ª edição, Porto Alegre, Artes e Ofícios Editora Ltda, 2012

Observação: O episódio de Anel de Nibelungos que fizemos foi baseado nesse livro, para escutar a parte 1 clique aqui, e a parte 2 clique aqui.