Papo Cético #08 – ¿Por que as pessoas acreditam em coisas estranhas?

Papo Lendário #174 – Cadê o Fim do Mundo?
12/12/2017
Horrores Urbanos: Os Devoradores de Almas #08 – Os Silêncios
27/12/2017

Em pleno 2017 vemos muitas pessoas defendendo crenças estranhas como terra plana, anti-vacinação ou alienígenas do passado. Além dessas crenças mais bizarras, temos outras muito aceitáveis, por mais que elas já tenham sido desmentidas por pesquisas científicas. Neste episódio, Pablo, Bryan, Karol e Leonardo conversam sobre os vários motivos por que as pessoas acreditam em coisas estranhas.

Duração: 72 minutos

 

  • Rodrigo

    O problema todo do “Escola sem partido” é que ele, com a desculpa de combater esse suposta doutrinação, quer promover a PRÓPRIA doutrinação.

    • Ainda vamos falar sobre isso, sobre como funciona ideologia e como querer fugir de ideologia é ideológico tb!

  • Gabriele Tschá

    Oi, pessoal! Depois de muito tempo longe dos podcasts, estou de volta! 😀 Pablo, gostei muito da sua colocação sobre os florais. Eu, pessoalmente, já usei. Na época, pesquisei bastante porque estava procurando evidências que me dissessem se funcionava ou não (olha eu cética). Não encontrei nenhum material científico, mas sim depoimentos de diversas pessoas dizendo que obtiveram resultados e apenas uma dizendo que não funcionou. Depois de concluir que “mal não ia fazer”, resolvi tentar. Não sem antes pedir a opinião da minha psicoterapeuta. Ela não recomendou, nem incentivou, nem expressou que fosse uma boa ideia, mas também não me desencorajou. Ou seja, ela foi bem neutra, deixou a decisão em minhas mãos. Importante: eu recorri ao floral, mas não abandonei a psicoterapia. Resultado: pra mim, funcionou. Agora, se foi mesmo o floral, se foi efeito placebo, se foi o álcool usado na composição, ou se foi na realidade resultado da psicoterapia que eu fazia em paralelo, não sei. Hehehe. Por isso tomo muito cuidado em recomendar qualquer coisa a outras pessoas baseado na minha própria experiência. Porque, como vocês mesmos reforçaram bastante no episódio, crença é uma coisa muito pessoal. Parabéns pelo ótimo trabalho de sempre! Estou feliz por estar de volta. Um abraço, Gabriele.