Papo Lendário #174 – Cadê o Fim do Mundo?

Papo Lendário #173 – Canibalismo
28/11/2017
Papo Cético #08 – ¿Por que as pessoas acreditam em coisas estranhas?
21/12/2017

Nesse episódio do Papo Lendário, Leonardo, Juliano Yamada e Pablo de Assis conversam sobre mais alguns Finais de Mundo.

Conheça os últimos fins de mundo.

Ouça sobre o Doomsday Clock.

Reflita sobre o motivo de existir tantos apocalipses.

————————————————————————————————————————————————————————–
Padrim do Mitografias

  • Oliveira

    Olá,
    Um fim do mundo que pude vivenciar foi na época do cometa Halley, pois rolava entre os alunos na escola onde estudava um livro com uma interpretação do Nostradamus que dizia que o mundo acabaria quando aparecessem dois sóis (Na verdade o cometa no máximo foi mais uma estrela no céu, para quem viu).
    Gostei da reflexão final.
    Outra coisa, a série animada Rick and Morty, mencionada, está causando reflexões sobre temática existencial. Mas acho que estaria fora do escopo do mitografias. Inclusive lá ocorre alguns fins do mundo.
    Um forte abraço.
    Valeu pelo programa.

  • gandralf

    Se me perguntassem, iria sugerir usar isso na vitrine… https://uploads.disquscdn.com/images/c815add8ee83f6f46bbe24714de29ce5120cde40b45e228385dbe683357c23f5.jpg
    Agora (um pouco mais) sério (, mas só um pouquinho): quando falaram de buracos negros, lembrei-me deste vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=NU5LHohWOs8
    Aliás, mesmo que o LHC gerasse um buraco negro, sua massa seria tão pequena que ele evaporaria instantaneamente, e a energia liberada seria quase nada também. Então, não temam.
    E o fim de tudo me lembrou este outro vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=4_aOIA-vyBo
    Divirtam-se.

  • haniellucas

    Que bad suas crises existenciais, Pablo. Eu já ouvi falar em minhas pesquisas sobre budismo (diga-se de passagem, Krishnamurti e Alan Watts são dois caras excelentes) que não existe razão no universo, não existe sentido. O universo é vibração, o universo é uma música na qual você deve dançar. Eu acredito que essas crises existenciais (não que eu nunca tivesse uma) se devem porque o ser humano acredita que é maior do que ele realmente é. Talvez esta concepção se deva ao nosso ego, e então, quando o ego tenta vislumbrar algo que é bem maior que ele, ele fica amedrontado.

    Muito bom esse ep, principalmente a parte que vocês discutem sobre as razões da escatologia!

    • Eu achava bad essas crises, mas hoje em dia vejo como libertadoras! O próprio budismo diz que a fonte do sofrimento é o apego e essas reflexões serviram para perceber que não adianta me apegar e que todo e qualquer caminho que eu siga me levará para onde eu preciso ir: de volta para onde nunca saí, junto ao cosmos…
      Abraços!

      • haniellucas

        Religere feels ;-;
        Abraço!