Escritos Lendários: A Trilogia Tebana

Papo Lendário #151 – Nossas Festas Pagãs
01/11/2016
Papo Lendário #152 – Entrevista com Hugo Canuto
15/11/2016

Essa é uma das narrativas que merece a leitura de todos os amantes da mitologia e cultura helênica. O mito de Édipo é popularmente conhecido, devido seus pontos impactantes em nossa sociedade atual, como também a divulgação que o personagem teve graças a psicologia. Mas é lendo tal narrativa que se percebe os detalhes e como tal mito vai além de apenas um Complexo.

E esta versão faz isso com muita qualidade, uma por suas considerações iniciais, quanto por reunir toda a trilogia tebana de Sófocles, constituída por Édipo Rei, Édipo em Colono, e Antígona. Lembro que encontrava fácil em bancas, as versões de bolso de Édipo Rei, e Antígona, mas nunca cheguei a ter em mãos Édipo em Colono, justamente a obra intermediaria, e essa é uma das vantagens dessa versão, reunindo as três obras.

O famoso caso incestuoso de Édipo com Jocasta é um ponto importante para a trilogia, ainda mais para a primeira peça, Édipo Rei, mas em uma primeira leitura nos surpreendemos ao notar que existem inúmeras outras mensagens que tais peças nos passam, mensagens relacionadas à cultura da época, como valores familiares, honra, reinos e ambições.

edipo-guiado-por-antigona

Outra surpresa é ver que muitos dos importantes fatos da vida de Édipo, dos quais o levou a toda sua maldição, e que acabam sendo bem conhecidos, como o seu abandono, o parricídio, e a vitória sobre a Esfinge, não se encontram na trilogia, nem mesmo em Édipo Rei, este por sua vez começa com o personagem tentado resolver o castigo divino que caiu sobre Tebas. E a introdução dessa edição contextualiza e situa o leitor para todos esses antecedentes.

Tal introdução também serve para nos apresentar Sófocles e inúmeras curiosidades e entendimentos das três peças.

capatrilogiatebana

A tradução foi feita por Mario da Gama Kury, diretamente do grego, e o formato como é mostrado no livro é claramente o de uma peça, no entanto a escrita é de fácil entendimento, sem termos ou modos arcaico, o que torna a leitura extremamente fluida.

Concluindo, dentre inúmeras edições nacionais, essa da editora Zahar se destaca por três pontos, a apresentação que informa e situa o leitor, o fato de reunir as três peças, e a qualidade da escrita.

Dados:
Titulo: A Trilogia Tebana
Tradução: Mário da Gama Kury
Editora: Zahar
Paginas: 261

Outros posts relacionados:
Papo Lendário #131 – A Trilogia Tebana
Papo Lendário #132 – O Complexo de Édipo
Papo Lendário #133 – Revisitando Édipo

Escritos Lendários: Édipo

Édipo: o Anti-Herói