Aquiles

O Texto das Pirâmides
12/11/2015
Papo Lendário #132 – O Complexo de Édipo
17/11/2015

Aquiles, o grande herói grego cujas mãos derrubaram Tróia, era filho de uma ninfa, Tétis, com um mortal, Peleu. Mas Tétis não aceita a mortalidade de seu filho e tenta transformá-lo num homem com vida infinda.

Duas versões há na história do herói em que Tétis tenta transformar o menino recém-nascido em um homem imortal. Na primeira, Tétis coloca o menino num poço, onde ardem vermelhas chamas, todos o dias para que o fogo tornasse-o imortal. Cada dia uma parte do corpo era exposta ao fogo, e este sem saber falar, não podia gritar por socorro e de sua boca saía apenas os gritos de dor. Quando faltava apenas os calcanhares de Aquiles para expor às chamas, surge Peleu, que toma o menino de Tétis acusando-a de tentar matar a criança e foge com o filho. Na segunda versão, Tétis banha Aquiles nas sagradas águas do rio Estige, segurando-o pelos calcanhares (que por não terem sido banhados pela água, ficaram vulneráveis). Então, novamente, surge Peleu, que toma o menino da mãe acusando-a de tentar afogá-lo e foge com o menino nos braços.

Aquiles02

Quando Peleu morre, Aquiles era jovem. Então, a própria ninfa Tétis entrega-o aos cuidados de Quirão, um centauro. Quirão ensina Aquiles a lutar e este, ultrapassa rapidamente as habilidades de seu mestre.

Mas a guerra de Tróia se aproxima e os gregos procuram o oráculo, que lhes afirma que só obterão a vitória se Aquiles lutar por eles. Tétis fica sabendo disso e tira Aquiles da guarda de Quirão, disfarça-o de mulher e o leva para viver em Ciros, entre as filhas do rei Licômedes.

Os gregos descobrem que Aquiles está em Ciros e vão procurá-lo, mas não encontram Aquiles (pois estava disfarçado entre as filhas do rei). Então, Ulisses, desconfiado de algo, simula um ataque à noite e Aquiles se revela para defender Ciros. Ulisses, com um sorriso estampado no rosto, consegue convencer Aquiles a lutar pelos gregos.

[img]https://www.mitografias.com.br/wp-content/uploads/2015/04/Aquiles.jpg[/img]

Começa a guerra de Tróia. Os gregos levam um enorme exército à guerra, e os troianos têm aliados como as Amazonas e a Etiópia.

Em um dos combates, Aquiles enfrenta Pentessiléia, rainha das Amazonas. A batalha é difícil, mas finalmente Pentessiléia cai pela espada de Aquiles. Ao contemplar os olhos da Amazona, caída no chão, Aquiles se encontra. A mesma coragem, o mesmo brilho, a mesma força. Então Pentessiléia cai pela espada e Aquiles cai por amor.

Mais tarde Aquiles se desentende com Agamenão e se recusa a lutar. Pátroclo, seu melhor amigo, não aceita ver gregos morrendo pelo orgulho de dois homens e pede a armadura do amigo emprestada. Aquiles empresta, mas não de bom grado, pois tem um péssimo pressentimento, que se provou verdadeiro. Pátroclo foi desarmado por Apolo e morto cruelmente por Heitor.

Aquiles

Aquiles, cego pelo ódio, volta a lutar e desafia Heitor. A batalha é fervorosa e Atena ajuda Aquiles, enquanto Heitor foi abandonado por Apolo. Finalmente Aquiles atravessa sua lança na garganta de Heitor, amarra-o em seu carro e arrasta o corpo do troiano. Conta-se que nesta batalha, Aquiles usou armas confeccionadas pelo artesão do Olimpo, Hefestos.

Príamo, rei de Tróia, vai a Aquiles, beija suas mãos e suplica que deixe-o levar o corpo do filho. Aquiles, vendo aquele pai se humilhar por amor, concede.

Cavalo de Troia

Então vem a conhecida história do Cavalo de Tróia. Aquiles participa da batalha. Batalha essa que será sua última, pois assim que o herói mata o rei da Etiópia, o deus Apolo dá-lhe uma flechada no calcanhar e Aquiles sente o veneno penetrar-lhe o corpo. As muralhas de Tróia, agora em chamas, receberam o último olhar do herói. Aquiles perdeu a vida e os gregos venceram a guerra.

  • rpgplace

    o̶ ̶g̶r̶a̶n̶d̶e̶ ̶h̶e̶r̶ó̶i̶ ̶g̶r̶e̶g̶o̶ ̶c̶u̶j̶a̶s̶ ̶m̶ã̶o̶s̶ ̶d̶e̶r̶r̶u̶b̶a̶r̶a̶m̶ ̶T̶r̶ó̶i̶a̶

    Correção: Aquiles nem chegou a entrar em Troia

    Mas Tétis não aceita a mortalidade de seu filho e tenta transformá-lo num homem com vida infinda.

    Mas outro mito dentro do mito —-> https://pt.wikipedia.org/wiki/Aquiles

    A figura de Aquiles foi sendo moldada por diversos autores num espaço de mil anos, o que explica suas diversas contradições. A mais conhecida é a que fala que Aquiles era invulnerável em todo o seu corpo por se banhar no rio Estige, exceto em seu calcanhar (conforme um poema de Estácio, no século I). Segundo estas versões de seu mito, sua morte teria sido causada por uma flecha envenenada que o teria atingido exatamente nesta parte de seu corpo, desprotegida da armadura.

    […]

    Nenhuma das fontes anteriores a Estácio, no entanto, faz qualquer referência a esta invulnerabilidade física do personagem; ao contrário, na própria Ilíada Homero descreve Aquiles sendo ferido: no livro 21 Asteropeu, o herói peônio, filho de Pélago, desafia Aquiles nas margens do rio Escamandro; arremessa duas lanças ao mesmo tempo, uma das quais atinge o cotovelo de Aquiles, “tirando um jorro de sangue”.