Papo Lendário #146 – Além da Igreja Romana

Ganesha
O Aniversário de Ganesha
22/08/2016
Corrida ao Redor do Mundo
25/08/2016

Neste episódio do Papo Lendário, Leonardo, e Pablo de Assis recebem os convidados Ivan Mizanzuk e o teólogo Alexander Stahlhoefer.

Conheça os diversos cristianismos, suas diferenças e similaridades.

Entenda como e quando a atual Igreja Católica Romana se firmou.

Ouça sobre a Igreja Católica Brasileira.

Aprenda mais sobre o protestantismo.

LINKS

Bibotalk do Alexander Stahlhoefer


Anticast do Ivan Mizanzuk

Anticast sobre Cristianismo Primitivo

————————————————————————————————————————————————————————–
Padrim do Mitografias

  • Quem?

    Sim… finalmente um debate sobre algo que eu domino tão pouco!!

  • San Ramon

    mais um excelente programa. Eu cresci num ambiente batista reformado que foi se transformando em um ambiente neopentecostal. Mas, assim, eu acredito que o crescimento do neopentecostalismo não se relaciona apenas com a carência social, e sim também com o processo de redemocratização e o desenvolvimento de um novo cenário social para o Brasil. O crescimento da classe média, globalização, o “neoliberalismo”, A teologia da prosperidade com suas promessas de ganhos materiais oferece algo que o novo brasileiro deseja. Se o catolicismo tradicional já não atrai pela conformidade, a teologia da libertação também não alcança o brasileiro já que ela se relaciona com uma intelectualidade brasileira antiga, catedrática e marxista, o Brasil da classe média ilustrada que vive fechada em sua própria realidade.

  • San Ramon

    Existem essencialidades no Cristianismo, a Querigma e a Eucaristia. O resto… depende.

  • Diego Miyabi

    Esqueceram de falar do Inri Cristo rs

    • gandralf

      Esqueceram de falar da vertente nipônica
      #UIVAUMSAIDUSCOMENTARIOSMAISOSCOMENTARIOSNAUMSAEMDOIVAUM #EVA

  • Aurimar Ap Silva

    Não sei em outros países mas no Brasil existe a prática de pessoa “sem religião” ser denominada católica ou a pessoa que não é protestante automaticamente é católica. Digo isso por que o Ivan comenta que católico no Brasil faz oferenda para Iemanjá, acredita em reencarnação, etc… Católico não tem esse comportamento, vários comportamentos atribuídos ao longo do programa não são atitudes de católicos faltou um pouco de informação ao fazer algumas afirmações.
    Existem igrejas protestantes sérias mas não dá pra chamar de igreja algo que foi criado por brigas financeiras, inimizades internas e distancia(sério?) estaríamos banalizando não apenas as protestantes sérias como o cristianismo.

    • Olá Aurimar! Obrigado pelo comentario! A gente comentou esses pontos que voce citou no episodio, mas com outras palavras 🙂

      • Até mesmo porque não houve generalizações, nem foi falado que “a maioria dos católicos no Brasil”… =)

    • Nilda Alcarinquë

      Olá Aurimar

      Primeiramente, obrigada pelo comentario.

      Não participei do episódio e concordo com a fala do Ivan.
      Sou católica e, em todos os anos que participei ativamente das atividades da minha paróquia, tive contato com pessoas que iam à missa, procissões, se confessavam, e também iam pra praia pular 7 ondas e jogar rosas ao mar, consultavam cartas de tarô e inclusive diziam ir a casas de umbanda ou reuniões espíritas.

      Estas atividades vão contra as crenças, dogmas e regras da Igreja? Sim, vão. Mas estas pessoas ainda se declaram católicas e frequentam suas paróquias.Então, sim, existe isso entre os católicos brasileiros. Negar isso e não trabalhar com os fiéis é o grande erro da Igreja no Brasil, e talvez na América Latina. Dizer que não são católicos e excluí-los também não é a melhor atitude.
      Como exposto no episódio, outras igrejas estão trabalhando com estas crenças e isso é uma as coisas que as fazem ter sucesso e arrebanhar mais fiéis.

      A Igreja Católica Apostólica Romana deve imitá-las? Absolutamente não. Mas ignorar o que acontece em suas próprias paróquias também não me parece o acertado.

      Abraço

      • Aurimar Ap Silva

        O ponto em questão é que ouve uma generalização afirmando que a maioria age desta maneira. Eu estou católico e posso te dizer que se ocorre são casos isolados de pessoas que vão em datas especificas tentar comungar para usar para outros fins. Isso é exposto sim e trabalhado nas comunidades, todo católico tem conhecimento que praticas como essas não são aceitas/recomendadas.

        Não estou dizendo que se deve expulsar ou caçar ninguém, isso é totalmente errado as igrejas verdadeiras devem acolher as pessoas. Eu estou falando sobre o que foi dito em um programa de grande audiência, um participante diz que é desta maneira quando deveria dizer que algumas pessoas por falta de conhecimento agem dessa maneira equivocada(ele compara com a igreja da europa mas continua afirmando que todos no Brasil apoiam essa pratica).

        A grande questão é a generalização, acredito que pessoas de todos os credos ouvem o programa e se fosse algo “diminuindo” outras crenças estas também se manifestariam de maneira contraria.

        Gosto muito do trabalho que o mitografia faz, como católico senti no direito de tentar argumentar sobre o que acredito.

        Obrigado pelo espaço.

  • Batman vê Superman

    Muito bom, acho que esse é o papo lendario que mais gostei, parabens. Aprofundem mais sobre as igrejas e religioes que tem no Brasil e as diferenças entre elas. Obrigado

  • Anderlon

    Ótimo podcast, o Jesus estaria chateado se soubesse que seu legado virou busca por poder, área de influência, intrigas, política. Já tinha ouvido falar sobre a influência do protestantismo tipo Show de TV que surgiu nos Estados Unidos décadas atrás, copiado hoje no Brasil. Mas vejo que a coisa é bem mais complexa.
    Muito bom também o podcast anterior sobre Umbanda, tirou várias dúvidas que eu tinha.
    Gostaria de um dia ouvir um sobre Budismo, já tentei ler, mas achei bem complicado. Principalmente seu sistema de reencarnação.

    Um outro assunto interessante que andei lendo, foi sobre o espiritismo. Vi que há várias cismas dentro do movimento espírita brasileiro: contra o roustanguismo da FEB, que prega um “Jesus fluídico” (entre outras discordâncias em relação ao espiritismo de Kardec).
    Há espíritas que são contra o igrejismo do espiritismo brasileiro por influência de Chico Xavier, muitos considerando inclusive seu mentor, o espírito Emmanuel, como um obsessor, que teria sido, segundo ele mesmo, um padre católico
    .
    Há muitos temas interessantes para conversar, e o importante é manter o respeito às opiniões e o nível acadêmico das discussões.

    Parabéns pelo podcast.

  • Olinda Gil

    Seria interessante falar sobre o priscilianismo.

  • Doutor OctoAranha
  • Oi Equipe!

    Gostei muito desse podcast e já vou fazer o download, compartilhar, etc.
    Ele é muito informativo e com certeza tira muitas dúvidas que podem surgir sobre como as igrejas hoje nasceram, sobre as diferentes variações do cristianismo.
    Parabéns!

    Abraços!

  • Arkhanjo Adriell

    Sempre curti o Mitografias e seu conteúdo aprofundado quando se trata de cristianismo, mas esse foi um papo de boteco bem fora da curva