Escritos Lendários: O Segredo das Runas

Uma Breve Análise do Papel de Seth no Ciclo Osiriano
29/10/2015
A Mitologia Galo-Romana e seu Panteão
02/11/2015

A história de uma valquíria

Neste retorno à coluna apresento o livro que um ouvinte nos ofereceu, e que achei interessante indicar: O Segredo das Runas – A história de uma valquíria, de Caio Rodrigues Alves.
É um romance, no sentido de ficção em prosa e não de história de amor, e, ao mesmo tempo, é um livro para quem quer começar a conhecer a mitologia nórdica.

Título: O Segredo das Runas – A Escolha de Uma Valquíria
Autor: Caio Rodrigues Alves
Editora: Chiado Editora
Data de publicação: Abril de 2015
Número de páginas: 422
ISBN: 978-989-51-3566-0
Coleção: Mundo Fantástico
Gênero: Literatura Fantástica

Arthenis

A história não se concentra nos deuses, e sim nos que seriam os subalternos dos deuses. É um expediente narrativo interessante: inclui um personagem estranho que convive com os personagens conhecidos do público em geral. A partir daí o autor narra a visão deste personagem sobre os deuses nórdicos e tudo que acontece neste mundo.

Esta narrativa feita por Arthenis, uma valquíria. Uma boa escolha, já que temos poucas histórias de valquírias, e pouquíssima tem seu nome conhecido. O autor aproveitou este fato para introduzir a personagem e com isso nos mostrar o mundo dos deuses nórdicos.

Para os interessados em mitologia a interpretação que o autor dá ao panteão nórdico é bem interessante.
Conseguiu ordenar vários mitos, que encontram-se espalhados em várias sagas, de forma o bem coerente dentro da história vivida por Arthenis. Uma história que vai mostrando os deuses e humanos deste mundo, desenvolvendo a trama que segue rumo ao Ragnarok. Quando este finalmente aparece temos cenas emocionantes desta batalha entre deuses.

Valquíria

Mas não é só isso.
São duas as histórias contadas neste livro.

Sophie

A outra história é de Sophie, uma médica da Força Aérea dos Estados Unidos. Uma história que se passa em plena paranóia pós 11 de setembro de 2001. Uma paranóia que pode levar a irmã de Sophie para a guerra. E é no meio disso que chega as suas mãos um livro. Que conta a história da valquíria Arthenis.
A partir daí ocorre uma identificação entre Sophie e Arthenis, a personagem do livro que lê. E como o livro alterna as histórias, vamos aos poucos percebendo como isto ocorre.

É esta identificação que ocorre entre as duas personagens é o que me cativou nesta história que, apesar de não ter um enredo surpreendente, consegue mostrar com o mitos e lendas podem nos influenciar e ajudar a lidar com problemas que nos afetam e aos que nos são próximos.
Pois as duas personagens tem que lutar pela sobrevivência em mundos assombrados por uma guerra iminente. Ragnarok ou Invasão ao Iraque. Eventos que envolvem forças poderosas e que nenhuma delas tem poder para parar.

Ragnarok

Como nem tudo são flores, o livro tem pontos fracos. Um deles é o da valquíria Arthenis, e personagens ligados diretamente e ela, terem uma moral quase cristã. O autor notou isso, a ponto da personagem Sophie tecer um comentário ao perceber traços cristãos no livro que lê.

E a história de Arthenis tem uma narrativa mais épica, num estilo muito utilizado por alguns autores de histórias de fantasia. Não é um estilo que gosto muito, mas entendi a intenção do autor em diferenciar as narrativas, ajudando o leitor a diferenciar qual história está sendo narrada neste ou naquele capítulo.

Para quem quer começar a conhecer a mitologia nórdica, este livro é um bom começo.
E para quem quiser conhecer uma outra interpretação destes mitos, a reinterpretação que o autor fez é bem interessante e pode surpreender em alguns momentos.

Alves, Caio Rodrigues: O Segredo das Runas – A escolha de uma valquíria. São Paulo. Chiado Editora, 2015