Escritos Lendários: Até o Fim da Queda

A Mitologia Irlandesa e seu Panteão
19/11/2015
Os Mirmidões
23/11/2015

Até o Fim da Queda é um livro que sai dos padrões, tanto estéticos quanto no estilo da narrativa.

Ivan-Mizanzuk

Este é o livro de estréia do brasileiro Ivan Mizanzuk, formado em design e mestre em ciências das religiões. E esta formação acadêmica está refletida em toda sua obra.

O livro mostra um caso encerrado de 1993, onde sete jovens cometeram suicídio, tendo rumores inconclusivos sobre ter ocorrido por causa de um ritual. Anos depois, um escritor de terror chamado Daniel Farias utiliza desse caso para seu novo livro. Que se torna um best-seller e gera um novo mistério, onde há novos relatos de suicídios, dessa vez envolvendo alguns leitores da obra.

O foco do livro é uma entrevista com o autor da obra, que é intercalada com suas pesquisas, revelando as descobertas de Daniel Farias sobre o relato de 93, a relação com uma ordem secreta de um demônio chamado Dragão Vermelho e um exorcismo do século XVI.

A trama do livro é um prato cheio para curiosos do ocultismo e tudo o que tange esse tema. A cada novo elemento apresentado dá vontade de pesquisar e descobrir o que faz parte da realidade do livro ou da nossa. O autor nos ajuda nisso com uma interessante explicação de suas fontes no final do livro, tornando “Até o Fim da Queda” uma obra que motiva o leitor a ir atrás de mais informações.

É uma temática pesada, afinal trata de demônios, suicídio e rituais. Mas o que de fato causa esse peso, sendo isso uma mérito do livro, é a seriedade em que tais aspectos são tratados. Ainda mais porque ideias fictícias se misturam com outras baseadas na realidade histórica.

Não tem como não sentir a metalinguagem no contexto geral do livro. Isso junto a mescla de realidade e ficção é o que torna o livro tão imersivo, e até mesmo dinâmico.

O formato da narrativa adiciona mais um aspecto de credibilidade ao livro. A entrevista com Daniel Farias, junto a trechos de textos antigos e matérias jornalísticas, de forma fragmentada compõe o todo do livro. Essa mudança na forma como a informação é passada ao leitor torna a forma da narrativa do livro tão importante quanto o próprio enredo, ou quem sabe até mais. Isso talvez não seja para todos, quem espera uma leitura tradicional irá se espantar logo no início, para bem ou para mal.

Mas essa narrativa diferente talvez não fosse tão evidente se a própria estética do livro também não fosse peculiar. Ivan Mizanzuk utiliza de sua formação em design para criar um livro que vai além de apenas uma história, é uma obra completa no sentido de que cada fonte, imagem, cor, capa, etc fazem parte da experiência.

MIZANZUK, IVAN: Até o Fim da Queda. Editora Draco, 2015

Gênero: Suspense, thriller, policial.
Formato: 14cm x 21cm
Páginas: 244

Ouça o Papo Lendário que entrevistamos o autor: Papo Lendário 115: Até o Fim da Queda

AUTOR: Leonardo Henrique