A História de Amrapali

Monge sentado em prece, frente a uma estátua gigantesca, onde aparece apenas a mão
Escritos Lendário: Guia Ilustrado Zahar – Religiões
02/07/2016
Termos da Mitologia Hindu
07/07/2016
Imagem de Amrapali dançando
Traduzido e Adaptado por Rafael Brito

Certo dia, uma mulher apareceu no mangueiral da cidade de Vaishali. Ninguém a conhecia, mas muitos homens se apaixonaram por ela, pois era bonita e muito boa dançarina. Então, ela disse-lhes que não se casaria com nenhum homem; tornar-se-ia uma propriedade daquela cidade, para alegrar a todos com sua dança. E os dias seguiram-se pacificamente.

Subitamente, Bimbisara, rei de Magadha, decidiu conquistar aquela cidade. Todos os homens, que até então viviam alegremente com a dança de Amrapali, tomaram seus postos na frente de batalha. Amrapali entristeceu-se com aquela mudança brusca. Tudo aquilo revelava uma fera escondida na mente daqueles homens. Enquanto a guerra se desenrolava, ela estava sozinha em sua casa. Certo dia, um estranho foi até ela. Ele era jovem e belo, e pediu que ela dançasse para ele. Após tantos dias tristes, ela também queria dançar.

O homem passou alguns dias com ela. No momento em que precisou partir, pediu que ela também fosse com ele. Mas ela lhe disse que não podia casar-se com ninguém, pois isso seria contra a palavra que dera aos homens daquela cidade. O homem, então, revelou sua identidade. Ele era Bimbisara. Ela surpreendeu-se, mas não mudou de opinião. Pediu ao rei que fosse e libertasse a cidade, se seu amor era mesmo verdadeiro. Após alguns dias, todos os homens retornaram a seus lares. Eles chamaram Bimbisara de covarde por ter fugido do campo de batalha. Para alegrá-los, Amrapali pôs-se a dançar. Mas sua mente estava transtornada com tudo o que ocorrera.

Certo dia, como todos viriam a saber, Amrapali deixou a cidade e foi até Buda para ser sua discípula. Era uma penitência para purificar sua alma do pecado de ter questionado o amor verdadeiro do rei.

Amrapali em posição de reverencia a Buda