Deuses da Natureza e Deuses Domésticos

Imagem do deus Enki
O Nascimento do Homem
20/06/2016
Magico de Oz
Não Estamos Mais no Kansas: Considerações Sobre a Universalidade dos Problemas Filosóficos
25/06/2016
Por Daniel Silva

De forma diferente da maioria dos povos antigos, os Eslavos tinham uma serie de “Deuses”, (talvez chamados com mais propriedade de espíritos) da natureza e deusas que ajudava a dona de casa em suas tarefas.

[b]Kikimora[/b]: Era um Deusa bondosa, auxiliando a dona de casa em suas tarefas, principalmente a de varrer a casa, lavar as roupas, etc. Mas somente se ela fosse trabalhadeira e não se aproveitasse da presença da Deusa. Nesse caso Kikimora punia a preguiçosa armando as maiores confusões na cozinha, fazendo também cócegas á noite nas crianças, impedindo-as de dormir. Para endireitar as coisas a dona de casa devia passar a ser diligente, fazendo também uma infusão de folhas de samambaia com as quais untaria todas as panelas da casa.

[img]https://www.mitografias.com.br/wp-content/uploads/2015/04/kikimora.jpg[/img]

[b]Dugnai[/b]: Deusa que auxiliava na cozinha, garantindo que as iguarias saiam saborosas, em especial o pão.

[b]Dvorovoi[/b]: Deus do quintal, auxiliava o dono da propriedade em tarefas como o corte de lenha, com a limpeza dos estábulos, o cuidado com os animais, árvores, etc. Odiava animais de pelo branco, especialmente gatos e cavalos.

[img]https://www.mitografias.com.br/wp-content/uploads/2015/04/dvorovoi.gif[/img]

[b]Leshy[/b]: era um espírito da floresta, podendo ser gigantesco ou minúsculo, mas sempre sendo reconhecido pela sua barba verde. Costumava indicar a direção errada para os viajantes, para fazê-los se perder. Viajantes espertos contudo diziam que era fácil frustrá-lo, bastando vestir as roupas ao contrario ou seguir direção oposta a que ele indicava.

[b]Vodyanoi[/b]: Espíritos aquáticos masculinos, moravam em gigantescos palácios feitos de cristal e partes de navios afundados. Á noite costumavam sair para matar viajantes incautos, arrastando-os para as profundezas dos lagos, onde eles se afogavam e se transformavam em escravos. Os Vodyanoi pareciam sapos gigantes, de pele verde, com força descomunal e olhar sinistro.

[img]https://www.mitografias.com.br/wp-content/uploads/2015/04/vodyanoi.jpg[/img]

[b]Poleviks[/b]: Eram os espíritos malignos dos campos, costumando-se se esconder entre a grama para assustar e matar viajantes e transeuntes desavisados ou bêbados. Também podiam roubar as crianças e largá-las bem no meio das plantações dos campos. Seu cabelo parecia grama, e seu corpo tinha a cor da terra. Uma oferenda de dois ovos de galinha e um galo, colocados a beira das glebas podiam mantê-los afastados.