Deuses com Face Humana

Capa do Papo Lendário 140
Papo Lendário #140 – As Tradições Magikas pt I
03/05/2016
Capa do livro Do Olimpo a Camelot
Escritos Lendários: Do Olimpo a Camelot
07/05/2016
Por Ioldanach

Muitos se surpreendem em relação ao fato dos Tuatha Dé Dánnan nos relatos míticos célticos não viverem numa espécie de versão céltica do Monte Olimpo e muito pelo contrário mesmo levavam um cotidiano tão comum como de qualquer outro mortal apesar de seus dons sobrenaturais, ou seja, eles tinham que caçar, pescar e plantar se quisessem poder comer alguma coisa.

De fato mesmo a aparência dos Tuatha Dé Dánnan não era aquela coisa toda asséptica e certinha de ficar sempre com vestes de puro linho branco enrolados no corpo como uma espécie de toga improvisada . Para se ter uma ideia, por exemplo, Morrigan invariavelmente envolvida em brigas normalmente podia ser de antemão notada em sua chegada por seu forte mal cheiro.

Lugh_spear_Millar

No tocante das vestimentas (ou melhor dizendo na falta delas) dos Tuatha Dé Dánnan era mais comum andarem semi-nus com tiras de couro curtido amarrado e entrelaçando sobre partes do corpo que era totalmente tatuado com figuras geométricas e pintado da cabeça aos pés. Para se ter uma ideia se muito usavam peles de animais nos dias de mais frio.

Interessante observar, ainda pensando em paralelismo com o mundo mítico grego, havia uma versão própria de ambrosia para os Tuatha Dé Dánnan que assumia a forma do anual Banquete das Eras que era acompanhado com uma bebida de mágicas propriedades (a cerveja Gobniu) onde segundo parece estava origem de seus super-poderes.

Thuata_Nuada

Agora mesmo com todo este reforço mágico de vigor e poder místico conferido pelo Banquete das Eras, não eram os Tuatha Dé Dánnan invulneráveis e imortais. A citar o caso de Nuada, um dos seus reis, que em um combate teve seu braço direito amputado e posteriormente foi morto na Batalha de Moytura Setentrional.

Aliás, mesmo depois de um tempo absurdo, em comparação aos padrões meramente comuns de existência humana, chegava um momento que também os Tuatha Dé Dánnan envelheciam e até onde se supõem morriam como qualquer reles mortal. Assim, se chega a conclusão que ou bem os celtas tinham uma visão bem estranha do que fossem deuses ou soa bizarro que os Tuatha Dé Dánnan sejam encarados como divindades diante das caracteristicas tão peculiares que possuiam.