Mais um Pouco da Ragnarsaga

Papo Lendário #117 — Ragnar Calças-Peludas
24/03/2015
Sobre o Céu — Entre o Mito e a Ciência: Júpiter
04/04/2015

viking4

Ao ser convidado para participar do episódio 117 do Papo Lendário, Lucas Ferraz fez uma fantástica pesquisa, e que não poderíamos deixar de fora. Segue abaixo a pesquisa e mais sobre a Ragnarsaga.

Pesquisa para o Episódio de Vikings do Papo Lendário.

● Figuras históricas que podem ter sido amalgamadas no personagem semi-histórico/ mítico de Ragnar Lothbrok:
○ Rei Horik;
○ Rei Reginfrid;
○ Outro rei da Dinamarca;
○ Reginherus, que atacou Paris;
○ Rognvald, dos Anais Irlandeses;
○ Pai dos invasores da Inglaterra: Ivar the Boneless, Bjorn Ironside, Halfdan Ragnarsson, Sigurd Snake in the Eye e Ubba.

● Fontes:
○ Anglo Saxon Chronicle;
○ Livro IX do Gesta Danorum (The Danish History); *
○ The Tale of Ragnar’s Sons; *
○ The Tale of Ragnar Lodbrok, continuação da Volsunga Saga; *
○ Ragnasdrapá;
○ Krákumal, a canção da morte de Ragnar.

● Nas Crônicas Saxônicas de Cornwell, Ragnar aparece mas é um jarl menor, não o pai dos líderes da invasão.

24VIKINGS1-superJumbo

Observações da Ragnarsaga

Heimir era padrinho de Aslaug, e quando Sigurd e Brynhild morreram, ele fugiu com ela para evitar que fosse morta, e a escondeu, junto com seus tesouros, numa harpa muito grande que construiu. Ele fugiu com ela disfarçado-se de andarilho, e chegou na casa de uma casal muito pobre. A mulher obrigou o marido a matá-lo, sob ameaças de largar dele e se casar com o homem, pois ela percebeu o seu disfarce. Assim os dois fazem e acabam criando Aslaug quando a descobrem.

tumblr_njmjhxLvx81r7uxhho1_500

Enquanto isso, outro Jarl tinha uma filha chamada Thora, e ele deu uma cobra bonita para ela criar, e ela colocou a cobra numa caixa com ouro embaixo e a alimentou, mas ela cresceu muito e o ouro aumentou na mesma medida, e ela virou um monstro, sendo que o rei ofereceu a mão de sua filha a quem a matasse.

Ragnar soube disso e foi até lá sozinho. Ele deixou a ponta de sua lança solta, e matou a serpente, deixando a ponta na ferida. Todos dormiam, apenas Thora o viu e ele era muito grande. O rei pegou a ponta da lança e ficou em dúvida se foi um homem que matou a cobra pois era uma ponta muito grande, então convocou uma reunião para que o matador se apresentasse e ele teria que trazer o cabo da lança à qual a ponta pertencia. Foi assim que Ragnar ganhou Thora como esposa, e eles tiveram dois filhos, Eirek e Agna. Após algum tempo Thora ficou doente e morreu, e Ragnar deixou o governo com seus filhos e saiu em mais expedições de invasão.

aslaug-sera-de-nouveau-presente-dans-cette

Em uma das expedições ele acabou encontrando o casal pobre com Aslaug. Ele pede que ela o visite “nem vestida nem nua, nem alimentada nem faminta, e ela não deve estar sozinha, mas homem algum deve acompanhá-la.” Ela se veste numa rede de pescar, come apenas um vegetal (alho poró) e vai até ele acompanhada de um cão, fazendo assim tudo que ele pediu.

Ela resolve ir embora com Ragnar e fala aos pais adotivos que sabe que eles mataram seu padrinho, mas que não deixará que ninguém lhes faça mal, mas joga uma maldição de que cada dia deles será pior que o anterior, e que o último será o pior de todos. Então ela se vai com Ragnar, mas depois de casados diz que não pode se deitar com ele por três dias ou o filho concebido dessa relação não terá ossos. Ele a toma mesmo assim.

Ivar nasceu e tinha cartilagem onde deviam estar os ossos e apesar disso cresceu forte e era um ótimo conselheiro, mas não podia andar. Então tiveram mais três filhos, Bjorn, Hivtserk e Rognvald. Os filhos mais velhos de Ragnar viviam viajando e invadindo outras terras, de modo que Ivar e os irmãos pediram navios ao pai e foram tentar tomar a terra de Hvitabaer, local que muitos tentavam conquistar mas ninguém conseguia devido aos sacrifícios feitos lá.

O povo de lá tinha dois touros que urravam e pareciam trolls, e todos fugiam diante deles, mas Ivar os matou com flechas, e a batalha foi ganha. Então o irmão mais novo, Rognvald, querendo um pouco de glória, saiu dos navios e foi para a batalha onde morreu. Os irmaõs então mataram todos, pilharam as riquezas, queimaram as casas e partiram.

uppsalachurch

Havia um certo rei Eystein que ficava no templo de Uppsala, e Ragnar era amigo dele e todo ano um deles oferecia um banquete ao outro, e quando Ragnar foi até lá sugeriram que ele deveria casar com a filha do rei, e ela foi prometida a ele, após o que ele foi embora. Uma vez em casa, Aslaug o questionou perguntando quais notícias ele tinha, mas ele disse que estava cansado na viagem e não lhe diria nada. Depois de beber com os homens e dormir ela o interpelou de novo e ele peguntou o que poderia ter para contar. Ela lhe disse que poderia lhe contar como uma mulher pode ser prometida a um rei quando sabe-se que ele já tem outra. Ela lhe diz que três passáros que estavam próximos a eles contaram isso a ela, e só então revelou sua identidade como filha de Sigurd Fafnirsbane e Brynhild. Então, para provar que dizia a verdade, diz que o filho que espera terá uma serpente no olho, e se isso não acontecer ele pode ir se casar com a filha do rei. Assim nasce Sigurd Snake in the Eye.

Sigurd_c1

Porém, o rei se sentiu ofendido por Ragnar desistir do casamento, e a amizade entre os eles terminou, e os filhos mais velhos, Eirik e Agnar foram atacá-lo. O exército tinha uma vaca sagrada, a quem faziam sacríficios, Sibilja, e seu urrar erra horroroso. Os filhos morreram, e então, ao saber das notícias, Aslaug convenceu seus filhos para vingar os dois, e eles destruíram o reino, mataram todos e queimaram todas as casas.
Então o rei convocou seu exército e colocou à frente a vaca sagrada e Ivar disparou duas grandes flechas, uma em cada olho dela, mas ela continuou vindo, urrando mais horrendamente que antes, e ele pediu aos homens que o lançassem contra ela, e assim fizeram. Ele caiu sobre ele com força e ela morreu. A batalha assim foi vencida. Aslaug participou dessa batalha comandando tropas pela terra, e foi chamada Randalín.

Os irmãos atacaram outros lugares ao sul, como Vifilsborg e muitas outras cidades. Então Ragnar, ouvindo essas histórias, quis conquistar maiores feitos que seus filhos, e apenas com dois barcos decidiu ir para a Inglaterra conquistar seus reinos. Quando ele partiu, Aslaug deu a ele uma vestimenta sagrada que não permitiria que se machucasse.

Ele chegou à Inglaterra e seus barcos se destruíram na costa, mas os homens sobreviveram com suas armas, e conquistaram muitas cidades. Então o rei Ella convocou seus exércitos e disse para que se soubessem quem era Ragnar, que não o matassem, pois os filhos dele não os dariam paz. Ragnar sobreviveu e matou muito homens,mas ao fim foi capturado, e o rei Ella ordenou que ele fosse colocado num poço de serpentes até que revelasse quem era. Ragnar ficou lá sem ser atacado até que o rei ordenou que fosse despido. As serpentes o atacaram e ele disse que os jovens porquinhos gritariam se soubessem o que foi feito do velho.

O Rei Ella então soube que ele era mesmo Ragnar e mandou mensageiros contar as notícias aos seus filhos. Todos menos Ivar queriam matá-los, mas Ivar era mais calmo e os deixou ir. O Rei Ella pensou que isso significava que não precisaria temer vingança da parte deles, mas deixou vigias pelo reino para saber da chegada de qualquer exército.

Os irmãos então discutiram se deveria atacar ou não. Ivar não queria, disse que Ragnar se preparou mal e morreu por isso, e que ele receberia a compensação que o Rei Ella oferecesse. Os irmãos ficaram bravos, arrumaram navios e exércitos e partiram para o ataque. Ivar partiu junto em apenas um navio, pois não participou da ação.

History Channel

Na batalha, os irmãos perderam, e Ivar foi falar com Ella. Ella ofereceu uma compensação e Ivar pediu um pedaço de terra na Inglaterra grande o suficiente para que ele pudesse cobrir como couro de um touro. Ella, achando isso pouco, cedeu, sob promessas de que Ivar não o atacaria. Ivar cortou o couro do touro em tiras e assim cobriu uma área muito grande.

Ele construiu uma cidade e ganhou a confiança do rei, virando seu conselheiro, após o que roubou exércitos do rei sem que esse percebesse e chamou seus irmãos, e houve uma grande batalha, da qual Ivar se absteve para manter seu juramento. Quando a batalha foi ganha e Ella capturado, Ivar disse que era a hora de ele se lembrar a maneira da morte do pai, e ordenou que Ella morresse sofrendo a Águia de Sangue.

Sacrificial_scene_on_Hammars_(II)

Nota sobre Tale of Ragnar’s Sons

Há algumas diferenças entre essas duas sagas, mas nada muito significativo. Essa segunda detalha mais a vida dos filhos de Ragnar. Nenhuma das versões cita Lagertha.

Já no seriado, temos Lagertha e Aslaug como esposas de Ragnar. Lagertha acaba tomando o papel de guerreira que Aslaug tem nas lendas enquanto Thora aparece como Thorunn, escrava e interessa amoroso de Bjorn.

The Danish History Book IX

Essa é uma fonte mais histórica, em contraparte às duas outras, que são de teor mais mítico. Nessa fonte, Ragnar era filho de um rei, e logo se tornou rei. Sei avô era rei em outro reino, e sofreu uma derrota e foi morto pelo rei da Suécia. O rei colocou as esposas do povo do avô de Ragnar amarradas num bordel, para serem abusadas em público. Ragnar foi até lá vingar seu avô, e entre essas mulheres que ele libertou estava a guerreira Lagertha. Ela lutou com ele, e após a batalha ele soube que ela era nobre, e mandou mensageiros atrás dela.

katheryn-winnick-vikings-lagertha-season-3-history

Ela não gostou de suas investidas mas fingiu o contrário, e colocou duas bestas, um urso e um cão, na porta de sua morada, confiando que os animais a guardariam de Ragnar, mas ele matou um dos animais com sua lança e estrangulou o outro, dessa forma se casando com Lagertha. Teve duas filhas de nome desconhecido e um filho chamado Fridlief e viveu três anos em paz.

Após algum tempo e algumas batalhas, Ragnar se interessou por Thora, filha do rei Herodd. Ele se divorciou de Lagertha pois não confiava nela, visto que ela colocou as bestas para matá-lo. O rei Herodd, enquanto isso, deu algumas cobras para sua filha criar, e ela as alimentava com bois inteiros, e elas cresceram e viraram uma ameaça para o reino. O rei então ofereceu a mão de sua filha a quem destruísse as serpentes.
Ragnar colocou uma roupa bem rústica e peluda, e, antes e chegar ao castelo, se molhou para deixar a roupa congelar, assim ficando mais protegido das mordidas. Ele chegou e lutou com as víboras enquanto o rei e povo assistiam de longe. Ele venceu, e, devido ao aspecto rústico de suas calças, o rei o apelidou de Lodbrok (que significa calças peludas ou algo assim). Com ela, teve vários filhos: Radbard, Dunwat, Siward, Biorn, Agnar, e Iwar.

Outros povos então se levantaram contra Ragnar, questionando sua soberania, e Lagertha veio em seu apoio, com seu filho e seu marido, e trazendo 120 navios. Após a batalha, Lagertha matou seu marido e tomou suas terras e sua soberania, pois era presunçosa e gostava de governar sozinha.

Siward foi mortalmente ferido e um homem estranho e grande o curou, e jogou areia em seus olhos antes de partir, de modo que pequenas cobras sugiram, e ele ficou conhecido como Siward Snake-Eye.

Ragnar e seus filhos atacaram o sul, o leste e a Inglaterra após a morte de sua esposa Thora, que ficou doente. Ubbe foi o filho que nasceu da união de Ragnar com a filha de outro rei, de quem ele se aproximou vestido de mulher e assim se deitou com ela. Algum tempo depois, o avô de Ubbe, Esbern, atacou Ragnar, querendo ser rei ele próprio. Iwar se absteve desse conflito, que Ragnar venceu, matando Esbern.

Depois disso se passaram muitas batalhas e invasões de outros reinos e contenções de inflamações internas, até que Ragnar atacou a Inglaterra e foi capturado por Ella, que o matou no poço de serpentes. A vingança dos filhos de Ragnar se dá da mesma forma, com a enganação de Iwar e finalizando com a Águia de Sangue completa, até mesmo salgando os pulmões removidos. O capítulo segue com a história dos filhos de Ragnar.

Autor: Lucas Ferraz

Ouça o episódio 117 do Papo Lendário sobre Vikings

  • Fernanda Nakamura

    Que coisa maravilhosa!!
    Que Odin derrame bençãos sobre Lucas Ferraz…

  • Ricardo Costac

    Belíssimo trabalho de pesquisa.
    Parabéns!