Leitura de Pergaminhos #22

Papo Lendário #89 — Entre Dois Mundos
08/10/2013
Papo Lendário #90 — A Galera do Mal
22/10/2013

Nessa edição do Papo Lendário, especial de Leitura de Pergaminhos, Leonardo e Pablo de Assis fazem a leitura de e-mails do episódio 85 (A Clássica Ilíada do Lendário Homero) ao episódio 87 (Uma Introdução à Psicologia).

Podcasts citados:

Leonardo em:

CabulosoCast – Especial de 50 episódios

CabulosoCast sobre Beowulf

Po(D)ema – A Ultima Pergunta (Issac Asimov)

Mundo Freak Confidencial 01

Pablo em:

Anticast sobre violencia e videogames

Telhacast sobre Mitomania

Telhacast Plus — Mitomania

Yamada em:

Na PorteiraCast sobre a era do gelo

Nilda em:

Telhacast — Não foi por 20 Centavos

Chá dos 5 sobre o Dia da Cachaça

Musicas Finais:

Episodio 85 — Achilles — Jag Panzer

Episódio 86 — Gita — Raul Seixas

Episódio 87 — Psycho Therapy — Ramones

Leitura de Pergaminhos 22 — Pacific Rim

————————————————————————————————————————————————————————–
Padrim do Mitografias

  • Sobre os quatros temperamentos dentro da cultura evangélica.
    Tim Lahaye é um famoso escritor cristão nos EUA e já publicou diversos livros sobre o tema. Não sei se foi ele quem introduziu a coisa, mas acredito que sim. O livro mais famoso dele sobre o tema se chama “Temperamentos Transformados”, mas há vários outros sobre o assunto (acredito que todos já foram lançados no Brasil).

    Ele faz uma abordagem dos temperamentos de acordo com os personagens da narrativa bíblica. Se não me engano, ele trata Moisés como melancólico, Paulo como colérico, Pedro como sanguíneo e Abraão como fleumático. A abordagem dele é interessante e ganhou popularidade porque funciona como uma psicologia primitiva, de entendimento bem mais simples. Mas mesmo no meio cristão ele recebe várias críticas, especialmente porque há quem faça relação da teoria dos quatro humores com os quatro elementos.

    Os psicólogos do programa podem falar melhor sobre isso, mas os quatro humores não têm uma certa ligação com aquele sistema de classificação de personalidade MBTI? Faz sentido ou é conversa furada?
    Valeu!