Papo Lendário #13 — Aprecie com Moderação

Papo Lendário #12 — Warning: Trojan
11/01/2010
Papo Lendário #14 — Não é Feitiçaria é Tecnologia
29/01/2010

Papo Lendario 13

Nessa edição do Papo Lendário, Leonardo Mitocondria, Juliano Yamada, Pablo de Assis, e Felipe Nunes conversam sobre a relação de algumas bebidas alcoólicas com as mitologias.

Saiba sobre a deusa da cerveja. A origem de Baco, o deus grego do vinho.

Conheça o hidromel, e aprenda a vencer um monstro usando o saque

ATENÇÃO: Se for dirigir não beba, ao invés disso ouça esse episódio.

————————————————————————————————————————————————————————–
Padrim do Mitografias

  • Rafael Abrahão

    Muito bom o podcast!
    Principalmente por ser de um assunto que eu me interesso muito e vocês o abordam muito bem não deixando maçante como muitos acham!
    Parabéns a todos e continuem assim!

  • Finalmente ouvi este episódio. Nunca mais beberei com a mesma mentalidade hehe
    Foi um dos melhores episódios, vocês estão se superando! Foi muito maneiro mesmo!
    Já tive a oportunidade de beber algumas cervejas importadas (alemãs, belgas, francesas…), e são bem mais fortes que as nossas. É porque no Brasil praticamente só bebemos a Pilsen. Por isso que muita gente acha a Guiness, por exemplo, uma merda, pois o gosto é absolutamente diferente.

  • Muito bom… Apesar de não beber nada alcoólico, foi muito interessante conhecer um pouco mais.

  • EDUARDO EINER

    Aconselho a procurarem sobre o culto a MITRA. Dai vejam as relações com a eucaristia católico romana

  • Eu não gosto muito de beber… Eu gosto é de ficar bêbado!!! No começo tem que ser um negocio leve e gostoso, que desça igual coca!!!

    Mas depois se ofereceram etanol eu nem vou lembrar!!!

    Quem sabe um dia eu tente fazer cerveja em casa???

    Episodio empático, com conteúdo!!

    Sigo escutando, até mais!!!

  • O corpo e o sangue representados pelo pão e o vinho são rituais antigos pertencentes a toda religião autentica, são representações da vida solar que se crucificou na matéria morrendo e ressuscitando em nova vida através dos alimentos que nutre o homem e toda vida em geral(eu vim para que todos tenham vida), por isso os antigos viam a mesa de refeição como algo sagrado,por que ali estava o Sol (Cristhus) feito alimento, ou seja carne e sangue, esse ultimo representado por todas as bebidas fermentadas de religiôes e culturas do mundo”

  • A transformação da água em vinho é uma representação da transmutação sexual, tudo isso é simbólico e representa um trabalho de casais para o aperfeiçoamento da semente humana, por isso o primeiro milagre foi a transformação da água em vinho em uma festa de bodas(casamento).Essa é a pedra fundamental, porque é pedra de fundamento de toda sociedade (família) e se trabalha com o Espírito Santo (energia sexual) fundamento da alquimia(Pedra Filosofal) e também é a chave para retornar ao Éden ,ao qual o homem e a mulher foram expulsos por comer do fruto proibido(sexo).Por isso o casamento é um ritual de pacto entre um homem e uma mulher de trabalharem na alquimia sexual para retornarem ao Éden, isso se perdeu e a humanidade esta a caminho da degeneração que tem a ver com sua semente.