Papo Lendário #11 — Feliz Dia de Mitra

11 Flares Twitter 0 Facebook 11 Filament.io Made with Flare More Info'> 11 Flares ×

Papo Lendário 11

Nessa edição do Papo Lendário, comemorando o Natal, Leonardo Mitocondria, Yamada e Pablo de Assis conversam sobre um outro deus que também nasceu no dia 25 de dezembro, o deus Mitra.

Ouça sobre a antiga religião do mitraísmo, seus rituais e costumes, e veja toda a evolução que tal religião teve desde seus primórdios na Índia até seus últimos dias em Roma.

Perceba a diferença das religiões patriarcais para as matriarcais, e o motivo dessa mudança.

Saiba também a origem de certos costumes do cristianismo vindo do mitraísmo.

————————————————————————————————————————————————————————–

  • henrique

    Vocês se comprometeram em lançar um episódio em pleno dia 25, caras.
    Ótima surpresa como sempre encontrar um episódio novo!
    Temas sempre interessantes e fora do óbvio :)

  • henrique

    E foi um episódio interessantissimo como sempre, aprendi muitas coisas!

    E parece que teve um ritmo melhor que os outros, pelo menos o Mitocôndria e o Pablo interagiram mais :D

  • Olá,

    Mitra sempre me lembra a trilogia das Cronicas de Arthur, do Bernard Cornwell, porque os grandes guerreiros eram escolhidos para fazer parte do culto secreto de Mitra.

    Sobre a questão de as mulheres não terem os mesmos postos que os homens na igreja católica, vale ressaltar que a biblia tem uma passagem que diz expressamente que as mulheres não devem falar na igreja: “as mulheres estejam caladas nas assembléias, não lhes é permitido falar, mas devem estar submissas, como também ordena a lei. Se querem aprender alguma coisa, perguntem-na em casa aos seus maridos, porque é inconveniene para uma mulher falar na assembléia” (Corintios 14: 34,35)

    É claro que ha diversas outras explições simbólicas para a proibição das mulheres ocuparem posições semelhantes aos padres, bispos, etc, mas se elas não podem sequer falar na assembleia, que dirá conduzí-la.

    Muito legal o cast, mas queria dar uma sugestão: seria infinitamente mais fácil assinar o feed do podcast se vocês usassem o feedburner ou disponibilizassem nos feeds um botão para assinar direto pelo itunes.

    Abraços

  • @lucasfelipemm – 23 anos – Beozonte – MG

    o arquivo de mp3 do rss ta errado. ;)

  • Muito bom o podcast.
    Eu sou evangélico, e já a algum tempo aprendi que essa data pouco tem a ver com o nascimento de Jesus. Mas sim com esses costumes que foram adaptados por Roma e seguem até hoje.
    Não conhecia muito bem esta história de MItra. E se eu não me engano a primeira vez que ouvi esse nome foi em uma história do Conan que li a muitos anos atras.

  • Almighty

    O episódio foi muito bom. É incrível como o cristianismo “aproveitou” outras religiões para se montar.

  • O Cristo, Mitra e outros desuses e semideuses de todas as culturas sempre nascem no dia 25 de dezembro, porque representam um drama cósmico universal que começa com a fecundação da vida na páscoa(culto a fertilidade representado em va´rias culturas pelo ovo, o coelho e até o chocolate) e leva 9 meses gestando no ventre da mãe (natureza, terra,etc) até nascer no dia 25 de dezembro, verdades eternas de processos de vida da naturez e movimentos cósmicos antropomorfizados pelos mitos. Cristhus, não é um homem e sim uma força solar que alguns homens encarnaram e se chamam “filho do homem” aqueles que chegam a fazê-lo, Ozirificados no Egito, e iluminados no oriente.

  • O Erro dos estudiosos é achar que uma religião copiou a sua anterior, mas na verdade todas elas passam as mesmas verdades, adaptadas para a nova época e cultura que surge. Essas verdades são eternas e universais, mas mudam suas formas conforme as épocas para que os povos continuem recebendo a sabedoria, mas todos brigam entre si defendendo as formas sem compreender os princípios que são os mesmos.

  • A Carne e o sangue na verdade são todos os alimentos produzidos pela natureza que é fecundada pelo Sol.Por isso é o corpo do Deus Sol, Mitra, Cristhus,Apolo,etc…

  • O Cristo se crucifica na matéria, para que todos tenham vida, o sacrifício movimenta o mundo e a vida que se alimenta de vida, eternamente.

11 Flares Twitter 0 Facebook 11 Filament.io 11 Flares ×